VOLTAR

Inovação

Millennials e o mercado imobiliário

Não é de hoje que os Millennials, também conhecidos como a Geração Y, são tema de calorosas discussões, seja sobre suas vidas altamente conectadas, seus hábitos de trabalho ou sua aparente falta de preocupação e pressa em injetar dinheiro na economia. Certo ou errado? Somente a Geração X para questionar.


Mas mesmo que você já tenha seus quase 40 anos ou mais, também já deve estar cansado de ver os mesmos programas, ler os mesmos panfletos ou escutar as mesmas frases épicas quando o assunto é imóveis: "conceito aberto", "espaço melhor aproveitado" ou "ambientes integrados". Máximas que estão com os dias contados se depender dos millennials que não serão convencidos a comprar imóveis com o mesmo argumento que a geração passada comprou.


Logo, se construtoras e imobiliárias pretendem vender seus imóveis nas próximas duas décadas - e as chances são, demograficamente falando, para quem elas irão vender - precisarão rever a forma de se comunicar e se aproximar da nova geração de compradores que está formatando o mercado de negócios. Nativos digitais, os millennials percebem a tecnologia como parte natural de todas as esferas de sua vida, logo é este o terreno comum que conecta os vendedores e os novos compradores do mercado imobiliário.


O melhor indício de que vale a pena para construtoras e imobiliárias acreditarem na capacidade de investimento da nova geração? De acordo com o relatório de 2019, Home Buyers and Sellers Generational Trends, por dois anos consecutivos os millennials são os maiores compradores de imóveis.


Então, como aproveitar essa dinâmica interessante e altamente lucrativa dessa geração que parece que está com a mão aberta para movimentar um setor que impacta diretamente a economia? Aí vão os quatro principais pontos para as construtoras e imobiliárias se conectarem com os millennials e garantir mais vendas:


Digitalize-se ontem. Não são apenas os millennials, mas também a turma da Geração X que já mudaram seu comportamento para comprar algo, iniciando novas buscas de investimento, dando um famoso e simples "Google". É essencial que construtoras e imobiliárias estejam acessíveis em uma plataforma on-line e invistam massivamente - e claro, estrategicamente, em conteúdo e mídia digital.


Social e digital, esta é a nova comunidade. As redes sociais são e tendem a continuar sendo grandes impulsionadoras e provocadoras dos hábitos de investimento em imóveis dos millennials, pois a nova geração é dependente das opiniões on-line e da análise social para tomar decisões de compra. Por isso, construtoras e imobiliárias devem se preocupar em ter uma forte reputação digital e uma comunicação fluída, moderna e acessível em seus canais sociais - muito além de apenas postar fotos de venda e aluguel de imóveis.

Realidade aumentada não está mais no futuro. É isso mesmo, tours virtuais e com realidade aumentada são a nova forma que os millennials querem conhecer os imóveis. Se é verdade? Na pesquisa realizada pela Coldwell Banker Real Estate para avaliar o interesse em visitas domiciliares em realidade virtual, constatou-se que 77% dos entrevistados gostariam de realizar tours de realidade virtual antes de uma visita presencial, enquanto 84% querem ter acesso a vídeos que apresentem os imóveis.

Menos engenharia e mais tecnologia. Comprar casas gigantes certamente não é o objetivo da nova geração. Em vez disso, eles querem residências minimalistas, energeticamente eficientes, e espaços mais abertos ao invés de colunas ornamentadas e inúmeros cômodos. Além disso, um imóvel perfeito para atrair a geração do milênio, terá que ser conectado e tecnológico - sem dúvida, que também precisaremos falar já, já da IoT - Inteligência das Coisas.

Aproveitando essas dicas ou não, é certo que os millennials continuarão a moldar o mercado imobiliário nos próximos anos. Além disso, vale ressaltar para construtoras e imobiliárias que a Geração Y continuará envelhecendo, ocupando empregos estáveis, e é indiscutível supor que a participação dela no mercado imobiliário se tornará ainda mais exponencial. Apesar de boatos contrários, parece que essa geração tão imprevisível, está mesmo nos mostrando uma economia previsível, não é mesmo?


Por Carine Morandi.


Quer saber mais sobre como a Today pode ajudar a sua construtora ou imobiliária nas estratégias digitais e se conectar com os millennials? Entre em contato com a gente por aqui ou por nossos canais sociais.